Infectologista recomenda que a população continue usando máscaras em São Paulo

Infectologista recomenda que a população continue usando máscaras em São Paulo

A infectologista da OnCare Saúde, Dra. Letícia Fiorio Baptista, comentou a decisão do Governo Estadual em liberar a população do uso de máscaras em São Paulo e recomendou que as pessoas não abram mão de se proteger.

“Acredito que esse processo deva ser feito de forma gradativa. Previamente, quando foi instituída a não obrigatoriedade do uso de máscara, tivemos uma nova onda da doença. É precoce liberar completamente o uso de máscara nesse momento”, apontou.

A infectologista relatou que em breve poderemos superar a situação de pandemia e entrar para um estágio de endemia.

“Estamos no caminho, prestes a sair da situação de pandemia, uma vez que a vacinação é muito eficaz. Temos uma tendência a evoluir para uma endemia, quando um número de casos é esperado para aquela determinada população, mas sem picos, sem novas ondas da doença”, disse.

A Dra. Letícia Fiorio Baptista destacou que a partir de agora, o número de casos pode aumentar, mas sem notificação devido aos casos assintomáticos.

“Agora, cada vez mais, o número de casos será subnotificado, uma vez que a maioria dos pacientes está assintomática ou com poucos sintomas. Consequentemente não são afastados, mas seguem transmitindo. Com isso acontecendo cada vez mais, podemos identificar a importância de manutenção da máscara. ”, afirmou.

A especialista comentou que o uso de máscara deve ser mantido, principalmente em locais fechados e sem ventilação.

“Com pessoas vacinadas e casos com menor gravidade, se tornará uma doença de possível convívio e então, será seguro a retirada da máscara, mas neste primeiro momento, é uma atitude delicada.  Em locais onde não houver possibilidade de distanciamento de 1,5m e sem ventilação adequada, é arriscado ficar sem máscara, pois há aglomeração. ”, ressaltou a médica.

A Dra. Letícia Fiorio Baptista lembrou que as pessoas que não utilizarem a máscara estarão mais expostas ao risco de contaminação pela Covid-19.

“A não obrigatoriedade do uso de máscara expõe as pessoas a um maior risco de contaminação, que ainda é considerável neste momento. Por isso, é tão importante a testagem para essas pessoas. Recomendo que a população continue usando a máscara e a não obrigatoriedade só seja permitida em ambientes muito bem ventilados, áreas abertas e com possibilidade do distanciamento social adequado, em momentos pontuais. A situação epidemiológica atual permite acreditar que a tão esperada retomada da vida está chegando, mas com calma e responsabilidade. ”, concluiu a infectologista da OnCare Saúde.

Sandra Cunha (MTB 26095)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.