Por que as medidas sanitárias são fundamentais para evitar o contágio em tempos de pandemia

Home / Saúde e Segurança do Trabalho / Por que as medidas sanitárias são fundamentais para evitar o contágio em tempos de pandemia
Por que as medidas sanitárias são fundamentais para evitar o contágio em tempos de pandemia

Por que as medidas sanitárias são fundamentais para evitar o contágio em tempos de pandemia

As atividades estão sendo retomadas em todo o País e só a adoção de medidas sanitárias e da conscientização de trabalhadores e sociedade, poderemos nos afastar do risco de aumentarmos o número de casos

Vimos que muita coisa mudou em seis meses, desde que o novo coronavírus se instalou entre nós, provocando muita tristeza, saudades, indignação e transformação, do modo como vivemos, compramos, trabalhamos, nos exercitamos e até nos relacionamos com os outros.

Até medidas trabalhistas emergenciais foram editadas em meio à pandemia, como as Medidas Provisórias (MPs) n.º 927/2020 e n.º 936/2020, que passaram a flexibilizar diversos pontos da legislação trabalhista, como a antecipação de férias e a compensação do banco de horas, além de permitir que empregador e empregado celebrem acordos de redução de jornada e salário e até mesmo de suspensão temporária do contrato de trabalho.

Ricardo Pacheco, médico, gestor em saúde, presidente da ABRESST (Associação Brasileira de Empresas de Saúde e Segurança no Trabalho) e diretor da OnCare Saúde, lembra que esses mecanismos se mostraram importantes aliados na preservação dos negócios e dos empregos, uma vez que, para conter o avanço do vírus, diversos estabelecimentos suspenderam o atendimento presencial durante as rodadas de quarentena, a um custo descomunal sobre o faturamento. “Mas agora, com a retomada gradual das atividades (e a manutenção em muitos casos da modalidade remota), é imprescindível que sejam adotadas medidas que possibilitem que empresas e funcionários retornem com responsabilidade e segurança, de profissionais e de seus familiares”.

Segundo o médico, para reduzir o risco de contágio e, assim, evitar que o surto de covid-19 colapse o sistema de saúde, os estabelecimentos comerciais e de serviços precisam adotar medidas sanitárias e de distanciamento social, que devem ser seguidas por funcionários e clientes. “Entre outras ações, é esperado que as empresas higienizem com frequência escritórios, lojas e departamentos; disponibilizem álcool em gel 70% para todos que entrarem no estabelecimento; exijam a utilização de máscaras enquanto vigorar o estado de calamidade pública; e, possivelmente, reorganizem a escala de trabalho para evitar aglomeração de pessoas”, destaca o diretor da OnCare Saúde, que promoveu uma campanha com essa pauta junto aos seus clientes.

São medidas relativamente simples, mas que podem fazer uma grande diferença entre manter o seu negócio funcionando, com pessoas saudáveis; ou ter que regredir no processo de flexibilização e pior, ter profissionais (e seus familiares) contaminados.

Ricardo Pacheco ressalta que o empreendedor precisa ter em mente que essas e outras ações têm o objetivo de preservar a saúde de todos que frequentam suas empresas. “Para que haja uma reabertura das portas para retomada do atendimento ao público de forma presencial, é preciso adaptar diversos procedimentos do dia a dia para reduzir o risco de contágio do novo coronavírus, além dos já citados. Destacamos ainda a limitação da quantidade de pessoas no ambiente; a sinalização para formação de filas; a atenção aos meios de pagamento; a possibilidade de adotar expedientes e atendimentos diferenciados; o distanciamento nas refeições; a orientação e a vigilância constante; a observação às normas do poder público e se, possível, mas atividades em home office”, conclui o médico e presidente da ABRESST.

Sobre a OnCare Saúde 

A OnCare Saúde é uma plataforma de solução integrada de saúde, que oferece assessoria e consultoria, para empresas e para população em geral. Dentro dessa plataforma, de gerenciamento macro, está a assistência médica que também garante a assistência integral social e à saúde dos beneficiários e seus dependentes, com ações de promoção, proteção, recuperação e reabilitação, de forma a contribuir para o aprimoramento do sistema social e de saúde do Brasil.

Nesse momento de pandemia a OnCare Saúde tem adotado todas as medidas sanitárias recomendadas pelas autoridades em saúde, no Brasil e no mundo. Dessa forma, os atendimentos presenciais continuarão acontecendo por ordem de chegada, como ocorre normalmente. É exigido o uso de máscaras e ofertado álcool em gel para todo usuário que tenha que se deslocar até uma unidade.

A OnCare Saúde ainda adverte que os serviços digitais são amplos e estão disponíveis 24 horas por dia; e que o paciente só se dirija a uma unidade se realmente imprescindível. 

Debate Nacional sobre Saúde e Segurança no Trabalho é adiado por conta do surto da Covid 19 

O Debate Nacional sobre Saúde e Segurança no Trabalho, um evento organizado e promovido pela ABRESST – Associação Brasileira de Empresas de Saúde e Segurança no Trabalho e que aconteceria em 3 de abril foi adiado.

O debate que abordaria assuntos de alta relevância não apenas para todos da área de segurança e saúde no trabalho, mas para toda a sociedade, o como as discussões em torno das Normas Regulamentadoras 29 (trabalho portuário), 30 (trabalho aquaviário) e 32 (serviços de saúde); e claro, a pandemia, terá sua data remarcada assim que a entidade tiver segurança de que não há mais o risco de contaminação.

Mais informações para a imprensa

Sandra Cunha, jornalista

Mtb 26.095

[email protected]

(11) 99694.8607 (whatsapp)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.